Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Empresas que Sustentabilizam’ Category

Coca

Para recriar o anúncio acima de uma forma totalmente inovadora e sustentável, 100 voluntários, liderados por Robert Bradford, construíram a maior obra do mundo a céu aberto (até agora!). Essa composição contou com mais de 200.000 latas amassadas de refrigerante e levou cerca de uma semana para ficar pronta.

Coca Recycled

No último dia da ação – que durou de 22 a 28 de junho de 2009, as latinhas foram recicladas, deixando de ser jogados no ar o equivalente ao CO2 de 2.000 carros e poupando energia suficiente para deixar uma televisão ligada por 70 anos.
Apesar de ser uma ação extremamente inteligente por unir arte e sustentabilidade e ainda incentivar a reciclagem, não podemos nos enganar: tudo isso foi uma excelente estratégia de marketing… típico da Coca-Cola!!
Para quem entende um pouquinho de inglês ou simplesmente quer ver a dimensão desse trabalho, recomendo o vídeo do Youtube.

Anúncios

Read Full Post »

sustentabilidade

Já há alguns anos iniciou-se uma tendência mundial dos investidores procurarem empresas socialmente responsáveis, sustentáveis e rentáveis para aplicar seus recursos.
Tais aplicações, denominadas “investimentos socialmente responsáveis” (“SRI”), consideram que empresas sustentáveis geram valor para o acionista no longo prazo, pois estão mais preparadas para enfrentar riscos econômicos, sociais e ambientais. Essa demanda veio se fortalecendo ao longo do tempo e hoje é amplamente atendida por vários instrumentos financeiros no mercado internacional.
No Brasil, essa tendência já teve início e há expectativa de que ela cresça e se consolide rapidamente. Atentas a isso, a BOVESPA, em conjunto com várias instituições – ABRAPP, ANBID, APIMEC, IBGC, IFC, Instituto ETHOS e Ministério do Meio Ambiente – decidiram unir esforços para criar um índice de ações que seja um referencial para os investimentos socialmente responsáveis, o ISE – Índice de Sustentabilidade Empresarial.
Nesse sentido, essas organizações formaram um Conselho Deliberativo presidido pela BOVESPA, que é o órgão responsável pelo desenvolvimento do ISE. Posteriormente, o Conselho passou a contar também com o PNUMA em sua composição. A Bolsa é responsável pelo cálculo e pela gestão técnica do índice.
O ISE tem por objetivo refletir o retorno de uma carteira composta por ações de empresas com reconhecido comprometimento com a responsabilidade social e a sustentabilidade empresarial, e também atuar como promotor das boas práticas no meio empresarial brasileiro.
Para cobrarmos maior envolvimento sustentável por parte das empresas, é necessário conhecermos atitudes como essa e exigir mudanças. E o mais importante: é preciso investigar os produtos que consumimos. É responsabilidade do consumidor a formação da consciência ambiental nas empresas!

Fonte: Bovespa

Read Full Post »

imagem“A Ogilvy & Mather está lançando uma agência que passa a atuar como braço de sustentabilidade para as empresas da rede. Chamada de Ogilvy Earth, ela se define como uma “mistura de mentes de toda a rede Ogilvy, de todas as disciplinas, o que inclui profissionais de planejamento, criação e consultores de Ogilvy & Mather, OgilvyOne, Ogilvy Public Relations, OgilvyAction and OgilvyEntertainment”. O projeto teve início na Austrália, e agora ganha o mundo.

A ideia do empreendimento, que irá operar em 30 escritórios da rede, é unificar as atividades de publicidade, relações públicas, relações com governo, conteúdo de entretenimento, comunicação interna, digital e consultoria sob um mesmo guarda-chuva. O projeto será liderado por Miles Young, o CEO da empresa, que assumiu o cargo em janeiro.

Dentre os 30 escritórios, inclui-se os da América do Norte, Europa e Ásia, incluindo China, Hong Kong e Cingapura, sem contar Sidney, onde a OgilvyEarth já atua desde o ano passado.

A Ogilvy já havia investido em estratégias sustentáveis para seus clientes, sendo as mais recentes as plataformas Beyond Petroleum, da BP, e Smart Planet, da IBM. Um dos primeiros projetos da Ogilvy Earth é criar uma campanha para a conferência de mudanças climáticas das Nações Unidas, que ocorre em dezembro, em Copenhagen.”

* leia a matéria completa no m&m online: http://www.meioemensagem.com.br/novomm/br/conteudo_maiusculo/?Ogilvy_lanca_agencia_de_sustentabilidade

** sabia mais em: http://www.ogilvyearth.com/

Read Full Post »

Marketing Sustentável é o processo estratégico de planejamento e implementação integrada da atividade produtiva (produto, preço, comunicação e distribuição), de forma a dar resposta às necessidades imediatas e futuras dos consumidores, da organização, do ecossistema, dos cidadãos e restantes entidades (stakeholders). Nos negócios são cada vez mais claros os benefícios competitivos alcançados e as crescentes oportunidades de negócios que se podem alcançar com políticas de sustentabilidade e Marketing Sustentável.

Neste âmbito, os profissionais de marketing desempenham um papel crucial na discussão sobre responsabilidade social e sustentabilidade nas empresas – embora muitos ainda não tenham despertado para esta realidade.

Por todo o lado surgem evidências de que os consumidores estão diferentes. Alguns autores realçam algumas características demográficas e psicográficas do Novo Consumidor, como:
– mais individualista, envolvido ou implicado, independente e informado, com um sentimento de liberdade exacerbado (anytime, anywhere) e cada vez mais exigente (WIIFM – What’s In It For Me?);
– mais consciente do seu poder e dos seus direitos, desafiando os fornecedores;
– com uma crescente escassez de tempo, de atenção e de confiança, resultando numa maior necessidade de conveniência, de autenticidade e de credibilidade;
– com maiores preocupações ambientais e em matéria de segurança pessoal e social, maiores níveis de stress;
– as crianças são muito mais sensíveis e estão mais alerta para o tema da sustentabilidade do que os adultos.

Tendo em conta este perfil, as pessoas querem geralmente fazer o que está correto, cabendo então ao Marketeer que se torne fácil fazê-lo. Quando tudo é semelhante entre produtos (qualidade, performance, etc.), benefícios ambientais farão a balança pender a favor de um produto em detrimento de outro.

Segundo o livro “Passado e Futuro” (APPM), a ser editado neste mês de Outubro, de entre os passos mais marcantes do Marketing nos passados 40 anos em Portugal, encontramos, na década de 2000 (inicio do séc XXI): a televisão interativa, Palm-top, os MP3 e os telefones 3G. Estratégias deste tipo, para além de promoverem as marcas junto dos consumidores, têm como principal feito a mudança de mentalidades e a componente educacional que conseguem atingir.

post retirado de: http://uselessdesign.blogspot.com/

Read Full Post »

Já que temos falado bastante de propagandas sustentáveis, compartilho com vocês esta reportagem da M&M:

“Coca-Cola promove sua face sustentável – Em campanha continental, cujo ponto de partida será o Brasil, companhia expões suas ações nos projetos de reciclagem, preservação das águas e consciência ambiental. “Viva Positivamente” é o título da mensagem que a Coca-Cola Brasil transmitirá em sua nova campanha, que entra no ar a partir do próximo domingo, 26. O objetivo da iniciativa é mostrar as ações e medidas da companhia nos quesitos de preservação ambiental, destacando a face sustentável da Coca-Cola. Em três filmes televisivos, que serão veiculados na TV aberta e fechada, criados pela Ogilvy&Mather, a marca de bebidas mostrará as suas ações em relação aos projetos de reciclagem, educação e limpeza de rios e praias. Toda a idéia do conceito da campanha ficou a cargo da agência brasileira e, posteriormente, a ação será estendida para os demais países da América Latina. Além dos comerciais, o plano de comunicação da agência também contempla spots de rádio, anúncios de mídia exterior e em cinema. O portal Viva Positivamente – que também deve entrar no ar a partir do próximo dia 26 de abril – também pretende funcionar como um importante canal de comunicação com o consumidor, dentro do qual a marca poderá exibir todas as suas ações de sustentabilidade. O conceito “Viva Positivamente” também será trabalhado por meio de anúncios de mídia impressa, que serão desenvolvidos pela agência DPZ. Com o título de “Ícones”, as peças trarão dicas de ações simples, mas que podem colaborar para o bem-estar ambiental se forem praticadas diariamente. Os anúncios impressos irão divulgar o conceito “Tudo o que você faz de positivo volta para você”. A campanha também traz consigo a missão de colaborar para a conquista de algumas metas sustentáveis globais da Coca-Cola, como a neutralização do consumo de água e a reciclagem de 100% de todo o material utilizado na confecção de suas embalagens.”

Veja o comercial:

O que acharam?

Read Full Post »

Como uma estudante de Publicidade e Propaganda não poderia deixar de citar aqui a Propaganda Sustentável. Ela é definida como regras de conduta para exercemos nossa profissão, e basicamente é representada pelos seguintes pontos:

– Criar para vender produtos/serviços/idéias que tragam um valor real;

– Incentivar nossos clientes a investirem na conservação de recursos naturais;

– O brilho da mensagem deve estar tanto na imagem quanto no conteúdo;

– Respeitar a qualidade de vida de nossos profissionais com jornadas de trabalho aceitáveis e tempo para se reciclar;

– Propagar a transformação de atitudes e práticas pessoais em prol do bem-estar comum;

– Equacionar o consumo racional x desenvolvimento econômico;

– Desenvolver um ciclo positivo de relacionamento com fornecedores e empresas parceiras;

– Entender a propaganda hoje como uma linguagem dinâmica onde na prática tudo comunica e, portanto precisa de critérios no seu uso;

– Buscar o equilíbrio do corpo, da mente e da alma em cada trabalho;

– Estabelecer sempre um contato com o mercado (fornecedores e concorrentes) para fortificar o segmento e difundir nossa visão.

Se uma atividade é sustentável, em termos práticos, ela pode continuar para sempre. Desempenhar uma propaganda de modo sustentável agora não irá pôr em risco esta mesma propaganda no futuro, se precisamos de uma economia sustentável a propaganda também deve buscar espaço nessa transformação.

Um exemplo é o vídeo que a Microsoft junto com o banco HSBC e a Boeing lançaram. “Consiste em uma propaganda sobre um futuro não muito longe… mostra o uso de telas touchscreen em tudo, desde a caneca do café até um monitor gigante,  tudo interagindo maravilhosamente, com belos gráficos e de funcionamento simples. Pena que nem todos os produtos da Microsoft não funcionam dessa forma. A propaganda faz parte de uma campanha que a Microsoft está lançando para ajudar organizações e pessoas pelo mundo que ajudem o meio ambiente e a sustentabilidade, diminuir o lixo feito, utlizando material reciclável e incentivando a reciclagem e também não gastar recursos não renováveis.” Confira o Microsoft Video – a sustaine future, clicando em:
http://www.youtube.com/watch?v=3KnIJoHibiQ

Read Full Post »

Meu profile no Banco do Planeta

Meu profile no Banco do Planeta

Acabei de visitar o site do Banco de Planeta, que é um projeto de sustentabilidade do Bradesco. Achei o site muito legal, por que dentre todas as suas qualidades, ele é uma rede social que dissemina informações sobre sustentabilidade, e como tal, traz a possibilidade de integrar pessoas, deixando de ser um projeto institucional que não educa.

No site tens uns espaços para colocar vídeos, fotos, criar seu blog, além de comunidades de assuntos ligados a preservaçao da amazônia, construções sustentáveis, organicos e outros.

A única coisa ruim no site é que fui o cadastrado 13.064, ou seja, em comparação a qualquer rede social, o sucesso do site é questionável, já que ele está a alguns meses no ar.

Com base nisto fiquei me perguntando se criar redes sociais de nicho sejam realmente uma das saidas para mobilizar pessoas, cheguei até a questionar a originalidade da proposta, já que exitem zilhões de redes, dentre elas, uma ligada a sustentabilidade que é do Global Forúm , e foi lançada no ano passado, com o primeiro Global Forúm em Curitiba, ou com a existencia de ferramentas como o Ning, onde você pode criar a sua própria rede social. Neste sentido, o Projeto Banco do Planeta não representa tão notável feito. Talvez fosse mais inteligente fomentar as pessoas a criarem as suas redes.

Bom,  o mais importante é notar que existe algum engajamento, se é o necessário, não saberia dizer. Em todo caso  fiz meu profile e vou torcer para que o projeto tenha sucesso.

Read Full Post »

Older Posts »